Bebida e sexo no cinema – Arte ou mal exemplo?

No mundo cinematográfico não é difícil lembrar de grandes filmes cujos personagens tem bebida e sexo em sua rotina, na verdade esses elementos até o tornam mais humano já que criam uma relação de pessoa comum cheia fraquezas com os espectadores.

Mas será que esses elementos são mal exemplo para as pessoas? No meu ponto de vista não, pois uma obra de cinema nada mais é do que um reflexo da sociedade. Se temos bebida e sexo no cinema, é porque temos bebida e sexo na sociedade.

O ponto a ser discutido é educação, mostrar para as pessoas que tudo tem um limite, e que devemos ter uma vida de equilíbrio. Acredito que o pior problema não é bebida e nem sexo, o problema é a mistura dos dois! Neste acredito vamos discutir o motivo de bebida e sexo não ser uma boa combinação!

Bebida e sexo não é um boa mistura

Garotas bebendo álcool na baladaMuita gente acha que misturar bebida e sexo é a melhor fórmula possível, “A bebida proporciona uma relaxadinha as pessoas ficam mais tranquilas e o sexo fica bem melhor “, Verdade? Não!

Essa conciliação em geral não funciona tão bem desse jeito, primeiro visto que a bebida alcoólica é um poderoso depressor do nosso sistema nervoso central; isto significa que se eu começo a ingerir bastante, eu vou ter uma redução do controle sobre o meu funcionamento como um todo, e os processos como a ereção podem ficar prejudicados, o cara pode demorar bem mais para chegar lá, às vezes fica horas transando e nada de clímax, nada de ejaculação.

Um erro muito grave é de homens que misturam álcool com o “pílula azul do sexo”,  quem conhece os efeitos colaterais do Viagra sabe que combinar o medicamente com álcool não é uma boa solução.

“Mas e as mulheres tudo bem?”, não! As mulheres igualmente acabam tendo quebra de excitação, falta de lubrificação, e fica bem mais complicado transar, e bem mais complicado de chegar lá.

Pois é gente, a bebida alcoólica em geral em pequenas doses até pode relaxar e deixar o indivíduo um pouco mais tranquilo, porém o que a gente vê é que a galera acaba abusando, exagerando e aí a intimidade sexual não é tão agradável como conseguiria ser.

Mais um lenda que está relacionado à questão de bebida e sexo, é a combinação de bebida com produtos afrodisíacos, ” Essa combinação a performance vai lá pra casa do chapéu, é verdade?” também não é verdade!

Primeiro visto que não há nenhuma substância comprovadamente afrodisíaca, e depois como já expliquei, bebida alcoólica demais não faz bem, a transa não rola tão legal.

E tem a combinação de bebida alcoólica com um energético, uma combinação que muita gente faz nas baladas, ” Uau vou ficar campeão e vou ter disposição fazer bastante sexo “, funciona? também não!

Primeiro visto que o energético pode deixar o indivíduo bastante ansioso, muita cafeína deixa a indivíduo ansioso e a performance sexual também não fica legal, e mais galera, com energético a bebida fica mais docinha, a gente acaba abusando bem mais da bebida, e no momento da transa a performance não fica boa.

Então misturar bebida alcoólica com afrodisíaco, com outros medicamentos, ou com energético, nada disso funciona.

Os homens que usam medicamento para queda de cabelo e tem medo que finasterida cause impotência sexual, também devem evitar exagerar no álcool, embora seja possível para uso recreativo.

E a última orientação pra vocês galera, é muita cautela para transar depois que a gente bebe, visto que no momento em que a gente bebe mundo perde um pouco da crítica, da aptidão de avaliar aquilo que está fazendo, e aí já ouviu falar em ressaca moral? Pois é!

A gente fica com aquela garota, com aquele cara que a gente não queria ter ficado, e no dia seguinte é a maior dor de cabeça, às vezes a gente está tão deteriorado que nem sequer lembra com quem ficou, e bem menos do que fez.

Olha aí o perigo! Risco de violência sexual, de abuso, então essa não é uma boa mistura.

E para concluir, os estudos e as pesquisas mostram que quem bebe bastante acabo usando sempre menos preservativo, e aí? Perigo de DST, perigo de gestação indesejada, pois é, você não precisa definitivamente dessa dor de cabeça, sexo é pra ser delicioso, pra ser festivo, pra ser bom, sem lamentação e sem enganação depois.

Então muita atenção na mistura bebida e sexualidade, não é ser careta não gente, é apenas ter cautela com aquilo que a gente faz!

E aí curtiu o artigo? Compartilha com seus colegas, se inscreva no blog e me acompanha pelas redes sociais. Tem sugestão de um assunto? Manda pra gente! Valeu!

7 Filmes para assistir a dois

Filme a doisPara ter um relacionamento prazeroso, divertido e gostoso é necessário ter ocasiões a dois que proporciona isso, e nada melhor do que assistir um filme com o seu parceiro.

O clima para assistir filme ainda fica melhor quando o tempo está frio e preguiçoso. E nada melhor ficar em frente a TV assistindo filme, comendo pipoca com seu parceiro do lado.

Estudos feitos com casais mostrou que quando ambos estão assistindo filmes juntos, os dois liberam mais endorfina que é um hormônio que combate o estresse, pois tem ação analgésica e relaxante, quando liberada estimula a sensação de bem-estar, conforto, melhor estado de humor e alegria.

E então constatou que assistir filmes a dois contribui para ter uma relação ou casamento de sucesso.

1- Entre Lençóis – 2008

Paula (Paolla Oliveira) e Roberto (Reynaldo Giannechini) se conhecem em uma boate. Sem trocar muitas palavras, eles logo vão para um motel, onde passam a noite. Lá eles passam horas conversando sobre temas como amor, morte, família e, obviamente, sexo.

A total intimidade entre o casal, tanto na cama quanto nos diálogos, estende-se durante toda a madrugada. Quando amanhece, porém, eles percebem que se envolveram demais para que tudo dure apenas uma noite.

2- Azul é a Cor Mais Quente – 2013

Adèle (Adèle Exarchopoulos) é uma garota de 15 anos que descobre, na cor azul dos cabelos de Emma (Léa Seydoux), sua primeira paixão por outra mulher. Sem poder revelar a ninguém seus desejos, ela se entrega por completo a este amor secreto, enquanto trava uma guerra com sua família e com a moral vigente.

O título original, A Vida de Adèle, apesar de genérico, diz muito mais sobre o filme. Isso porque Azul é a Cor Mais Quente acompanha diversos momentos da vida de Adèle, da sua juventude heterossexual no colégio a sua vivência como uma professora adulta que cultiva um relacionamento com uma mulher.

3- Um Amor Para Recordar – 2003

Em plenos anos 90, Landon Carter (Shane West) é punido por ter feito uma brincadeira de mal gosto em sua escola. Como punição ele é encarregado de participar de uma peça teatral, que está sendo montada na escola. É quando ele conhece Jamie Sullivan (Mandy Moore), uma jovem estudante de uma escola pobre. Com o tempo Landon acaba se apaixonando por Jamie que, por razões pessoais, faz de tudo para escapar de seu assédio.

4- P.S. Eu Te Amo – 2007

P.S. Eu te Amo é um dos filmes românticos mais poéticos e delicados das últimas décadas. Inspirado no livro de mesmo nome, de autoria da escritora irlandesa Cecelia Ahern, ele percorre sutilmente e sem pieguices a trajetória de uma garota perdida, profissionalmente indefinida, quase despojada de seus antigos sonhos e ideais, com medo de ser abandonada pelo homem que ama como ocorreu com sua mãe, e subitamente arrebatada de seu amor não pela vida, mas sim pela morte.

Holly Kennedy (Hilary Swank) é casada com Gerry (Gerard Butler), um engraçado irlandês por quem é completamente apaixonada. Quando Gerry morre, a vida de Holly também acaba. Em profunda depressão, ela descobre com surpresa que o marido deixou diversas cartas que buscam guiá-la no caminho da recuperação

5- Harry & Sally: Feitos Um para o Outro – 1989

No fim de sua formatura na Universidade de Chicago, Harry Burns (Billy Crystal) dá a Sally Albright (Meg Ryan), formanda amiga de sua namorada, uma carona até Nova York. Os anos passam e eles continuam a se encontrar esporadicamente, mas a grande amizade que desenvolveram é abalada ao perceberem que na verdade estão apaixonados um pelo outro.

6- Uma Linda Mulher – 1990

http://www.adorocinema.com/filmeMagnata perdido (Richard Gere) pede ajuda uma prostituta (Julia Roberts) que “trabalha” no Hollywood Boulevard e acaba contratando-a por uma semana. Neste período ela se transforma em uma elegante jovem para poder acompanhá-lo em seus compromissos sociais, mas os dois começam a se envolver e a relação patrão/empregado se modifica para um relacionamento entre homem e mulher.

7- Como se Fosse a Primeira Vez – 2004

Henry Roth (Adam Sandler) é um conquistador incorrigível – e um grande mentiroso, cuja maior especialidade é conquistar turistas que visitam o Havaí e sumir da vida delas quando as férias chegam ao fim. Suas namoradinhas mal sabem, mas ele é apenas um veterinário que trabalha em um aquário, cuidando de morsas e outros seres marinhos. Quando ele encontra a bela Lucy (Drew Barrymore) no café local, não está diante de apenas mais uma missão de seduzir e abandonar: primeiro, porque ela não é turista; e segundo, porque Henry parece ter visto algo mais nela.

Veja o trailer oficial:

5 Filmes sobre relacionamento que você precisa assistir

Se você curte assistir filmes sobre relacionamento, esse artigo é para você!

Assistir filmes pode ser uma ótima maneira de encontrar soluções para problemas na vida real e até mesmo para te ajudar em dilemas sobre diversos assuntos na vida pessoal como no relacionamento.

A lista de hoje é de filmes que pode até te ajudar (e muito) a resolver e melhorar o seu relacionamento e até mesmo tornar você pronta para o romance.

Todos sabemos que construir um relacionamento a cada dia é um desafio para todo mundo, e não é surpresa pra ninguém que esse crescimentos juntos passa por trancos e barrancos. Exige serenidade e sensibilidade de cada um para contornar os problemas do cotidiano.

Não importa em qual momento do relacionamento você está ou como é esta relação, com certeza existe um filme que fará você refletir. E esse e o objetivo desse artigo!

Veja a seguir uma lista com filmes sobre relacionamento que você deve assistir. Vale destacar que se você quer melhorar o seu relacionamento ou reconquistar o seu ex, sugerimos que leia o livro Frases da Conquista.

A prova de fogo (2008)

A prova de fogoNo trabalho o bombeiro Caleb Holt (Kirk Cameron) é um profissional que cumpre com todos os princípios, sendo um deles nunca deixar um companheiro para trás numa situação de perigo.

Já em sua casa, ao lado da esposa Catherine (Erin Bethea), as coisa são bem diferentes.

Caleb é um marido ausente e depois de sete anos de união o relacionamento está chegando ao fim. O pai de Caleb pede então que ele inicie uma experiência de 40 dias, denominada “O desafio do amor”, na tentativa de salvar o casamento.

Não é tarde para recomeçar (2009)

Não é tarde pra recomeçarO tempo pode destruir um grande amor? Destruir uma história que foi construída com sentimentos que ficam apenas na lembrança? Essa linda história retrata a realidade de um relacionamento desgastado pelo tempo. Jenni está desesperada por ver seu casamento com Gabriel desmoronar.

Uma viagem ao passado será suficiente para reconstruir esse amor? Nessa trama recheada de emoções e reviravoltas, voltar ao marco zero pode ser a solução pra recomeçar!

As estrelas me mostram você (2008)

As estrelas me mostram vocêTudo acontece em uma cidade do sul do Brasil, onde jovens do último ano do colégio enfrentam juntos seus dilemas. Família, futuro e, claro, um amor que poderá marcá-los para o resto de suas vidas. Vitor está envolvido por esse sentimento. Um amor entre duas pessoas de mundos completamente diferentes, mas que encontram algo em comum.

Em uma trama envolvente, recheada de emoção e incertezas, Vitor e Julia superarão suas diferenças olhando pra o alto. Irão saber que as estrelas mostram muito mais do que um lindo céu

Longe dela (2006)

Longe delaDepois de quase 45 anos juntos, Grant e Fiona (Julie Christie) têm um casamento feliz, tanto que ele nem mesmo consegue se imaginar Longe Dela. Porém, aos poucos a memória da esposa vai começando a apresentar falhas cada vez maiores, e quando eles vão ao médico descobrem que ela está sofrendo do Mal de Alzheimer, uma doença degenerativa e incurável. Apesar do problema, o casal continua unido como sempre.

Quando Fiona passa a ler sobre a doença, percebe o peso que cairá sobre o marido até a sua morte. Assim, ela decide se internar em um asilo, para não dar trabalho. Mesmo com os apelos de Grant, e da regra de que não se pode haver nenhuma visita durante os primeiros 30 dias, a mulher vai para a casa de repouso.

Após o período de adaptação, o marido vai visitá-la e tem uma grande surpresa, descobre que ela não se lembra mais dele e do tempo em que viveram juntos. A reaproximação entre os dois se torna ainda pior quando ele percebe que ela tem um sentimento muito forte por outro interno, que se mostra bastante ciumento com as visitas de Grant em a cor do cabelo.

Agora, mesmo ainda amando sua esposa, ele terá que descobrir a melhor forma de facilitar a vida dela durante o avanço da doença, além de tentar achar uma maneira de fazê-la relembrar quem ele é.

500 dias com ela (2009)

500 dias com elaTom Hansen (Joseph Gordon-Levitt) está em uma reunião com seu chefe, Vance (Clark Gregg), quando ele apresenta sua nova assistente, Summer Finn (Zooey Deschanel). Tom logo fica impressionado com sua beleza, o que faz com que tente, nas duas semanas seguintes, realizar algum tipo de contato.

Sua grande chance surge quando seu melhor amigo o convida a ir em um karaokê, onde os colegas de trabalho costumam ir. Lá Tom encontra Summer. Eles também cantam e conversam sobre o amor, dando início a um relacionamento.

Fonte: http://www.adorocinema.com